Unidade de processamento de precatórios do TJ-SP inaugura setor de digitalização de processos

Unidade de processamento de precatórios do TJ-SP inaugura setor de digitalização de processos

A Comissão de Precatórios da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB SP) visitou, em 26/7, o novo setor dedicado à digitalização de processos da Unidade de Processamento das Execuções Contra a Fazenda Pública (Upefaz) do Tribunal de Justiça de São Paulo, onde são processados os precatórios do Estado de São Paulo. A visita aconteceu a convite da juíza Paula Navarro, responsável pela Unidade.

Durante a visita, foram apresentados aos membros da Comissão de Precatórios números relevantes a respeito do trabalho de digitalização de processos físicos realizados dentro da Unidade. Segundo Messias Falleiros, membro da Comissão e diretor executivo da Advocacia Sandoval Filho, a digitalização começou com os processos com número de controle de 2016 em diante (ou seja, os processos que deram entrada na Upefaz de 2016 a 2021).

“Segundo informado pela magistrada, essa primeira etapa será concluída nos próximos 60 dias e há previsão de digitalizarem todos os processos físicos até abril de 2022”, conta o advogado, que participou da visita.

O número de processos digitalizados pela Upefaz agradou os membros da Comissão de Precatórios, segundo Falleiros. A Unidade está digitalizando cerca de 900 volumes por dia. Até setembro, essa marca subirá para 2400 volumes por dia, de acordo com o que foi informado aos advogados.

“A digitalização dos processos físicos é um passo importante para a melhoria da prestação jurisdicional ao cidadão, especialmente ao credor de precatório”, ressaltou o advogado. “Continuaremos acompanhando de perto esse trabalho e permanecemos à disposição dos advogados para os esclarecimentos”.

Além de Messias Falleiros, participaram da visita os advogados Felippo Scolari, secretário-geral da Comissão de Precatórios, Luiz Renato Avezum, membro da Comissão e sócio da Advocacia Sandoval Filho, e Vitor Boari, presidente do Movimento dos Advogados em Defesa dos Credores do Poder Público (MADECA).

 

(Imagem: vbacarin/iStock.com)

Compartilhe
menu
menu
Atualizado: 13/09/2021